Por Simoní Machado Pimentel - 17/05/2019 às 14:51:24

Apesar do valor da octanagem ser uma informação presente no manual do proprietário de todos os automóveis, é muito comum que entre todos os motoristas - especialmente aqueles que tem o automobilismo como hobbie, esporte, ou simplesmente gostam de manter seu carro com o melhor rendimento possível - surja a dúvida sobre os tipos de combustível e principalmente: Qual o melhor combustível para o meu veículo? Foi para responder a todas estas perguntas - ou a maior parte delas - que trouxemos algumas explicações sobre os tipos de combustível existentes e suas indicações de uso. Confira:

Gasolina Comum

Começaremos falando um pouco sobre o combustível mais comum e mais utilizado em veículos de pequeno porte. A Gasolina Comum - conforme legislação - possui 27% de Etanol Anidro em sua formulação e não possui aditivos, portanto não elimina resíduos do motor e também é mais poluente, podendo afetar o sistema de ignição e aumentar desta forma o consumo. Sua octanagem IAD (Índice Antidetonante) mínima é de 87.

Gasolina Aditivada

Menos poluente que a Gasolina Comum, a Gasolina Aditivada possui em sua composição aditivos que removem resíduos do motor e impedem que detritos se acumulem, melhorando assim a lubrificação e vida útil do motor e evitando a perda de desempenho, além de possuir o aditivo modificador de fricção, que diminui o atrito entre cilindros e anéis, o que reduz o consumo de combustível.

Apesar da diferente composição, não há  influência na potência ou melhora no desempenho provocadas por ela, este tipo de benefício se apresenta única e exclusivamente nas gasolinas Premium e Podium, e ainda assim, apenas se o seu carro tiver sistema de alta compressão, que exija uma gasolina de maior octanagem, o que é mais comum em modelos esportivos. A Aditivada possui octanagem semelhante è Gasolina Comum, com IAD mínimo de 87.

Recomenda-se que a troca do uso da Gasolina Comum pela Aditivada não ocorra de maneira brusca, para evitar o entupimento do filtro de combustível, devendo-se então alternar o uso até que a troca aconteça de maneira definitiva. Para quem deseja continuar abastecendo com a Gasolina Comum mas não quer perder o desempenho, recomenda-se que se abasteça com a Gasolina Aditivada a cada 3 ou 4 tanques, para que haja a remoção dos resíduos.

Gasolinas Premium e Podium

De queima mais eficiente, a Gasolina Premium é a mais cara porém, mais indicada para modelos esportivos devido à sua maior octanagem - IAD mínimo de 91. A Premium possui em sua composição 2% a menos de álcool que as demais, permitindo assim que se explore melhor o potencial do motor, melhorando o desempenho e prolongando também sua vida útil, além de poluir menos que as demais.

Já a Gasolina Podium, produzida pela Petrobrás, é a gasolina comercial de maior octanagem do mercado mundial, com IAD mínimo de 95 - na maioria das vezes sendo 97. A Podium é indicada para veículos de alta performance, com altas taxas de compressão e gerenciamento eletrônico e de injeção mais avançados. Se houver abastecimento de um veículo comum com a Gasolina Premium ou Podium, a única vantagem serão os aditivos, considerando-se que o carro não será capaz de identificar o maior valor de octanagem.

Gasolina Formulada

Um tanto quanto mais barata, a Gasolina Formulada surgiu em meados de 2011 e segue todos os parâmetros estabelecidos pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e possui em sua composição correntes de hidrocarbonetos, sendo assim, é a que causa mais dificuldade na partida a frio, e também pode trazer maior consumo do motor. Outro risco oferecido por ela é o fato de que se o formulador não for de confiança, pode haver um mal balanceamento das matérias primas, fazendo com que ela esteja em seus piores limites.

Etanol Comum

Com 4,5% de água em sua composição, e exigência mínima de 94,5% de Etanol, o Etanol Comum ou Álcool Veicular aproveita de forma mais eficaz o potencial do motor, além de possuir uma maior octanagem - IAD  de 100 - em relação à gasolina, entretanto, seu consumo é mais rápido. De modo geral ele costuma ser mais barato, mas devido ao maior consumo, abastecer com ele só se torna interessante se estiver pelo menos 30% mais barato que a Gasolina.

Etanol Aditivado

Apesar de ser mais caro que o Etanol Comum, o Etanol Aditivado oferece um desempenho 3% maior, e seu consumo é menor, o que pode ser mais vantajoso. Como o próprio nome diz, ele possui aditivos que aumentam a vida útil do motor, lubrificam e evitam o enferrujamento, mas vale saber que os veículos flex já são produzidos com itens anticorrosivos.

Diesel Comum (S-500)

Mais utilizado por ônibus, caminhões e veículos de grande porte como peruas e grandes caminhonetes, o Diesel Comum é o combustível mais vendido no Brasil e possui como maiores vantagens seu rendimento, grande autonomia e menor consumo.

Diesel S-10

Mais caro e menos poluente que o Diesel Comum, o Diesel S-10, é perfeito para motores modernos, que atendem as especificações do Programa de Controle à Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE), que levanta considerações como o fato de que veículos de maior peso que são abastecidos com o Diesel comum poluem mais e podem ter problemas em seu sistema de escape.

Diesel Aditivado

Os aditivos da composição do Diesel Aditivado além de possuírem funções semelhantes aos dos demais combustíveis, como prolongamento da vida útil do motor e eliminação de resíduos, também ajudam durante o abastecimento, permitindo que o tanque seja preenchido completamentamente.

Diesel Premium

Com aditivos multifuncionais, o Diesel premium protege e melhora o desempenho, elimina resíduos e é menos poluente, oferecendo também melhoras no acionamento do sistema de ignição e facilidade na hora de retomar a velocidade.

GNV

Ideal para aqueles que desejam poluir significativamente menos, além de economizar, o Gás Natural Veicular (GNV) é o mais barato entre todos os combustíveis, chegando em alguns casos à diferença de 60% em relação ao Etanol e à Gasolina. Sua maior desvantagem é o espaço ocupado pelo cilindro, além da necessidade de certificação se o veículo tiver sido modificado para a instalação do mesmo.

Todas estas opções de combustíveis já estão presentes no mercado e são muito utilizadas, mas é necessário estar atento às novas formas de redução de poluentes envolvendo o mercado automotivo, que já está trazendo novidades e opções que se fazem cada vez mais presentes em nosso dia a dia, assim como é possível perceber pelo aumento significativo na produção de carros elétricos. Para estar sempre atualizado não deixe de acompanhar as novidades em nosso blog.




Referências

Confira nosso estoque

ver estoque completo