Por Simoní Machado Pimentel - 14/07/2020 às 14:03:55

Produzidos há mais de 40 anos, os modelos da Classe G da Mercedes Benz são grandes ícones da história da marca. Desenvolvidos inicialmente para uso militar, o primeiro deles teve seu projeto iniciado já em 1972, em uma parceria entre a Mercedes-Benz e a Steyr-Daimler-Puch, hoje Magna Steyr, que em 1960 já produzia o Haflinger. Somente em 1979 ele teve sua produção destinada também ao público, tendo uma versão utilitária apresentada a partir de 1989. Ele segue sendo produzido pela fábrica situada na cidade de Graz, na Áustria, e aproximadamente 80% de toda a frota produzida segue ainda hoje em perfeitas condições de uso, ressaltando a qualidade e robustez. Existem apenas três gerações deste SUV anunciadas até hoje, e as suas atualizações realizadas  ao longo dos anos, dizem respeito especialmente à motorização, interior e itens de segurança, alterando minimamente o conhecido design “quadradão” que é tão característico dos Classe G.

Provando que é possível se obter conforto mesmo em um modelo de aparência agressiva, o Classe G inicialmente concorria com o Range Rover, lançado em 1970 como pioneiro no segmento. Seu nome derivado da palavra Gelandewagen significa ‘Veículo para caminhos difíceis’ em alemão, e já na década de 70, ele possuía o objetivo de trazer o conforto de um sedã de luxo a um off road, conseguindo proporcionar um rodar mais macio e diversos opcionais como forrações das portas.

Em 1992 os modelos da Classe G atingiram a marca de 100.000 unidades produzidas. O Vaticano trouxe a eles também o título de papamóvel, quando um 230 G passou a ser utilizado pelo Papa João Paulo II em 1980, sendo equipado com uma cúpula inicialmente removível e com elevação dos bancos traseiros, para que o Papa pudesse estar visível às multidões, mas esta cúpula veio a ser blindada e fixada ao veículo posteriormente, após a tentativa de assassinato sofrida por ele em 1981. Os exércitos de diversos países também adotaram modelos da Classe G com adaptações para o uso pesado, entre eles Áustria, Dinamarca e Estônia. Na Grécia ele é utilizado pela Força Aérea, Marinha e Polícia. Sua última geração foi revelada mundialmente no Salão de Detroit de 2018 e se destacou pelo refinamento, com acabamento em fibra de carbono e madeira e sistema de som premium com sete alto falantes. 

Lançamentos e atualizações da Classe G desde 1979

W460/W461 -  Modelos militares 

1979:

  • 300 GD - 88 cv (I5)
  • 240 GD - 72 cv (I4)
  • 280 GE - 156 cv (I6)
  • 230 G - 90 e 102 cv (I4)

1982 :

  • 230 GE - 125 cv (I4)

1987:

  • 250 GD -  84 cv (I5)

 

W463 - Modelos utilitários disponibilizados a partir de 1989

1991:

  • 350 GD - 113 cv (I6)

1993:

  • 500 GE - 241 cv (V8) Limited Edition

1998:

  • G 500 - 300 cv (V8)
  • G 320 - 215 cv (V6)

1999:

  • G 55 AMG - 354 cv (V8)

2002:

  • G 63 AMG - 444 cv (V12) Special Edition

2003:

  • G 55 AMG - 476 cv (V8)

2007:

  • G 55 AMG - 500 cv (V8)
  • G 500 - 388 cv (V8) 

2010:

  • G 350 BlueTEC - 211 cv (V6)

2012:

  • G 65 AMG - 612 cv (V12)
  • G 500 - 300 cv (V8)
  • G 63 AMG - 544 cv (V8)

2013:

  • G 63 AMG 6X6 - 544 cv (V8)

2015:

  • G 500 4X4² - 500 cv (V8) 
  • G 350 D - 245 cv (V6)
  • G 500 - 422 cv (V8)
  • G 63 AMG - 571 cv (V8)
  • G 65 AMG - 630 cv (V12)

2017:

  • Mercedes-Maybach G 650 Laundalet - 630 HP (V12) - Produção limitada a 99 unidades

2018:

  • G 500 - 422 cv (V8)

 

Modelos 2020 disponíveis:

  • G 63 AMG - 585 cv (V8)
  • G 63 AMG - 585 cv (V8) Edition 1

Na fábrica de Graz, na Áustria é possível experimentar toda a potência dos Classe G no G-Class Experience Center. Uma área de 100.000 m² preparada para entusiastas e especialistas off road que desejam testar seus limites pessoais com os modelos Classe G em condições extremas e acompanhados de instrutores profissionais.

Confira nosso estoque

ver estoque completo