Por Simoní Machado Pimentel - 31/03/2020 às 21:07:07

Muitos fãs do universo automobilístico costumam se admirar com os modelos mais potentes, velozes e com design imponente, mas e na hora de classificar estes carrões? Você sabe distinguir um esportivo de um superesportivo? Sabe o que classifica um carro como hiperesportivo? Esta discussão é crescente e não possui respostas exatas, mas vamos te contar um pouco sobre os argumentos mais utilizados atualmente para se fazer esta classificação.

Esportivos

Certamente, em algum momento da vida você já disse a alguém que gostava de carros esportivos, mas o que talvez você não tenha pensado é que estes modelos se tratam de carros pensados para se utilizar no dia a dia da cidade, mas que contam com melhorias mecânicas e por vezes de design em relação aos modelos convencionais, para que se tornem superiores em desempenho, velocidade e dirigibilidade. Atualmente algumas fabricantes têm se utilizado do termo ‘esportivo’ para desenvolver variações dos modelos que já possuem disponíveis no mercado, especialmente as que produzem carros populares e que desejam ter à disposição do público variações um pouco mais requintadas, oferecendo assim diversas versões com alterações de motorização, suspensão, design e outras várias características comuns aos modelos esportivos. Mas eles não são produzidos apenas por marcas mais populares que buscam oferecer um veículo diferenciado, afinal de contas, elas possuem como inspiração para estas versões, as mais renomadas marcas do meio esportivo como Mercedes Benz, BMW e Jaguar, que desenvolvem com maestria há muito tempo modelos voltados para o dia a dia, mas pensados com a intenção de se atingir um desempenho superior e “pegada esportiva” mesmo rodando na cidade, e que assim são classificados como esportivos.

Superesportivos

Se você deseja explorar o asfalto de verdade e atingir altas velocidades sentindo a direção, então certamente o que busca é um superesportivo. Criados com o intuito de se ter o melhor desempenho possível com muita potência e preparo, eles são pensado desde sua concepção para a condução esportiva em pista, além de possuírem geralmente uma relação entre peso e potência menor que 3,7 kg/cv. Há quem ainda utilize a posição do motor central como uma condição para que o modelo seja considerado um superesportivo, mas este não é um parâmetro muito seguro, considerando-se que existem modelos que não possuem essa característica, mas apresentam o desempenho e preparação necessários e pensados especialmente para as pistas.

Hiperesportivos

Você já deve ter ouvido falar do novo Mercedes Benz Project One, apresentado no Salão do Automóvel de 2018. Ele é o que podemos chamar de exemplo perfeito de um hiperesportivo, mas não por conta apenas do seu desempenho e sim de toda a inovação envolvida. Os carros hiperesportivos ou também chamados de Hypercars, recebem este nome por se tratarem de modelos inovadores, que mesclam a tecnologia, segurança, desempenho e velocidade de forma excepcional, se destacando de todos os demais também pela exclusividade. Na maioria das vezes estes modelos recebem grande destaque em seu lançamento, sendo apresentados nos grande salões, mas possuem número limitado ou até mesmo uma única unidade produzida mundialmente. 

A cada dia que passa se torna ainda mais acirrada esta classificação, afinal de contas, a  criatividade é algo ilimitado e os conhecidos crossovers tem ganhado cada vez mais espaço, o que pode acrescentar novos pontos a serem observados nesta discussão, mas fato é, que independentemente da classificação, é possível encontrar no mercado atual modelos incríveis para todos os fãs da velocidade sob quatro rodas.

Confira nosso estoque

ver estoque completo